SISSI E O ULTIMO BRILHO DE UMA DINASTIA: UMA BREVE HISTORIA NAO CONTADA DOS HABSBURGOS - 1ªED.(2022) - Paulo Rezzutti; Claudia Thome Witte - Livro

SISSI E O ULTIMO BRILHO DE UMA DINASTIA: UMA BREVE HISTORIA NAO CONTADA DOS HABSBURGOS - 1ªED.(2022)

Autor: Paulo Rezzutti | Claudia Thome Witte
Editora: Leya

Postagem: Até 2 dias úteis.

R$ 52,00

em até 3x sem juros

Entrega = postagem + transporte, pesquise para seu CEP:

Sinopse

Neste livro, que traz informações detalhadas e uma grande variedade de imagens históricas, os escritores e pesquisadores Paulo Rezzutti e Cláudia Thomé Witte guiam o leitor por uma trama real de drama e esplendor, lançando luz sobre os Habsburgos – cuja história se entrelaça à do Brasil – e desfazendo mitos sobre sua integrante mais ilustre e cativante.

Elisabete Amália Eugênia, Elise, Lisi ou então, como se tornou conhecida, Sissi, a quarta dos nove filhos do duque Maximiliano na Baviera e da duquesa Ludovica, nasceu na noite de Natal do ano de 1837. Assim como seu pai, a menina preferia a informalidade da vida ao ar livre aos salões e à atmosfera sufocante da nobreza. Enquanto a mãe Ludovica dedicava-se a dar uma educação esmerada a Helena, primogênita e favorita, tida pela família como a mais inteligente e talentosa, a Sissi ela permitia uma rotina desregrada. Mas essa juventude sem limites teve um fim súbito com seu noivado com Francisco José, imperador da Áustria. Sem nunca ter sido preparada para a realeza, ela teve de trocar a liberdade pela rigidez da corte dos Habsburgos.

Os Habsburgos governaram, durante séculos, o maior império da Europa. A família que teve origem por volta do ano de 1020, nos Alpes da Suíça, logo percebeu que as guerras custavam muito caro e, assim, passaram a seguir uma nova estratégia para aumentar seus territórios: o casamento entre membros de diferentes famílias reinantes. Essa política norteou a dinastia pelos quinhentos anos seguintes, fazendo com que, entre os séculos XVI e XVII, sua hegemonia se estendesse à América e, sob o lema “Tudo no reino da Terra está subordinado à Áustria”, uma monarquia global se tornasse a meta. Porém, mesmo que tenha sido por tanto tempo sinônimo de poder e majestade, o nome Habsburgo está hoje intimamente ligado a uma imperatriz que sempre rejeitou seu papel.

Neste livro, que traz informações detalhadas e uma grande variedade de imagens históricas, os escritores e pesquisadores Paulo Rezzutti e Cláudia Thomé Witte guiam o leitor por uma trama real de drama e esplendor, lançando luz sobre os Habsburgos – cuja história se entrelaça à do Brasil – e desfazendo mitos sobre sua integrante mais ilustre e cativante.

A aura romântica do casamento de Sissi com Francisco José, sua beleza lendária e comportamento polêmico, rebelde e à frente de seu tempo a tornaram um verdadeiro ícone cultural. Sua biografia, no entanto, também é íntima da dor – culminando com seu assassinato, aos 60 anos, pelo anarquista Luigi Lucheni, na Suíça, mesmo país onde teve início a trajetória dos Habsburgos.

Neste livro, que traz informações detalhadas e uma grande variedade de imagens históricas, os escritores e pesquisadores Paulo Rezzutti e Cláudia Thomé Witte guiam o leitor por uma trama real de drama e esplendor, lançando luz sobre os Habsburgos – cuja história se entrelaça à do Brasil – e desfazendo mitos sobre sua integrante mais ilustre e cativante.

Elisabete Amália Eugênia, Elise, Lisi ou então, como se tornou conhecida, Sissi, a quarta dos nove filhos do duque Maximiliano na Baviera e da duquesa Ludovica, nasceu na noite de Natal do ano de 1837. Assim como seu pai, a menina preferia a informalidade da vida ao ar livre aos salões e à atmosfera sufocante da nobreza. Enquanto a mãe Ludovica dedicava-se a dar uma educação esmerada a Helena, primogênita e favorita, tida pela família como a mais inteligente e talentosa, a Sissi ela permitia uma rotina desregrada. Mas essa juventude sem limites teve um fim súbito com seu noivado com Francisco José, imperador da Áustria. Sem nunca ter sido preparada para a realeza, ela teve de trocar a liberdade pela rigidez da corte dos Habsburgos.

Os Habsburgos governaram, durante séculos, o maior império da Europa. A família que teve origem por volta do ano de 1020, nos Alpes da Suíça, logo percebeu que as guerras custavam muito caro e, assim, passaram a seguir uma nova estratégia para aumentar seus territórios: o casamento entre membros de diferentes famílias reinantes. Essa política norteou a dinastia pelos quinhentos anos seguintes, fazendo com que, entre os séculos XVI e XVII, sua hegemonia se estendesse à América e, sob o lema “Tudo no reino da Terra está subordinado à Áustria”, uma monarquia global se tornasse a meta. Porém, mesmo que tenha sido por tanto tempo sinônimo de poder e majestade, o nome Habsburgo está hoje intimamente ligado a uma imperatriz que sempre rejeitou seu papel.

Neste livro, que traz informações detalhadas e uma grande variedade de imagens históricas, os escritores e pesquisadores Paulo Rezzutti e Cláudia Thomé Witte guiam o leitor por uma trama real de drama e esplendor, lançando luz sobre os Habsburgos – cuja história se entrelaça à do Brasil – e desfazendo mitos sobre sua integrante mais ilustre e cativante.

A aura romântica do casamento de Sissi com Francisco José, sua beleza lendária e comportamento polêmico, rebelde e à frente de seu tempo a tornaram um verdadeiro ícone cultural. Sua biografia, no entanto, também é íntima da dor – culminando com seu assassinato, aos 60 anos, pelo anarquista Luigi Lucheni, na Suíça, mesmo país onde teve início a trajetória dos Habsburgos.

PAULO REZZUTTI é escritor e pesquisador. Membro titular do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, publica pela LeYa Brasil a série “A história não contada”, que inclui os best-sellers D. Pedro: o homem revelado por cartas e documentos inéditos, vencedor do Prêmio Jabuti, D. Leopoldina: a mulher que arquitetou a Independência do Brasil e D.Pedro II: o último imperador do Novo Mundo revelado por cartas e documentos inéditos, entre outros. Sissi e o último brilho de uma dinastia é o segundo volume de sua nova série “Uma breve história não contada”, que teve início com Os últimos czares, um livro sobre os Romanovs.

CLÁUDIA THOMÉ WITTE é escritora e pesquisadora luso-brasileira, especializada nas figuras femininas das dinastias Bragança, Leuchtenberg e Wittelsbach. Membro do Instituto Histórico de Petrópolis, publicou diversos artigos e, em 2019, lançou em Portugal, pela Fundação da Casa de Bragança, o livro Maria da Glória: uma princesa brasileira no trono de Portugal.

Dados

ISBN: 9786556431826

Idioma: Português

Encadernação: Brochura

Formato: 15,5 x 22,5 x 1,3

Páginas: 264

Ano de obra / copyright: 2022

Ano de edição: 2022

Edição: